… você é uma página em branco que dá medo!”

Eu confesso, resisti por muito tempo por puro pavor de enfrentar a famigerada tela em branco. Sofri da mesma angústia com o primeiro carro, zerinho e cheirando brinquedo novo. Só me senti livre quando bati o carro, na primeira chuva, na primeira derrapada! Que alívio! A primeira “pincelada” na tela branca!

… “então, querido diário, agora você não me assusta tanto assim, já pincelei sua primeira página, apaguei alguns disparates com branquinho, colei um monte de stickers gracinhas e manchei o cantinho com café”. Até!